quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

SE ESTIVER POR LÁ VÁ: MORRO DE SÃO PAULO



Férias,
Essa semana é só frisson, o sol “toma de assalto” as salas de trabalho e a contagem regressiva para réveillon é inevitável!
Vou tentar fazer algumas indicações de algumas praias que já visitei.
E não é por acaso que a escolhida para ser a primeira é Morro de São Paulo, não, esse ano não vamos pra lá, vamos para Salvador matar rapidamente a saudade de quem nos ama e voltar rapidinho para trabalhar (muitas coisas acontecendo, graças a deus!).
Mas também não temos condições psicológicas para dizer o quanto é especial esse lugar.


 Então, sem muito sofrimento:
10 Dicas para marinheiros de primeira viagem.
1ª – Não desgrude do seu protetor solar, não desgrude da sua sandália.
2ª- Não leve salto alto, se você é dessas que não vive sem um salto, atenção: VÁ PARA OUTRO LUGAR!
3ª Não fique com preguiça de andar até a 4ª praia, parece longe mas não é, e vale mega a pena.
4ª Vá para a Gamboa andando, é longe, tem ladeira, obstáculos, é uma mini trilha, e é um caminho lindo mas volte de barco por que as ladeiras da volta são subidas!
5ª Vá para festa na segunda praia e coma o pastel da 2ª praia, vale como uma refeição, mas cuidado: VICIA!
6ª Assista o por do sol na Toca do Morcego. Se tiver festa a noite lá, prefira, aliais, eu prefiro, mas há controvérsia.
7ª No inicio da noite na Vila, vale muito a pena ficar nos balcões dos bares, vendo as pessoas passarem, já desenvolvi algumas brincadeiras lá que me renderam algumas gargalhadas, "certo e errado da capricho" é uma delas,  é cada modelito que passa, que só jesus na causa! (há, por que a gente é assim?)
8ª Vá na tirolesa! Vá na tirolesa! Vá na tirolesa!
9ª Tome um Drink em “Vivi Drinks” do lado do pastel do Foom, e se junte a “rodinha de samba do Foom” que existe desde que me entendo como gente!


9 ½ª COMA O PASTEL DO FOOM, mas prefiro o de noite, na vila, pois é frito na hora!

10ª COMA A OSTRA DA 4ª PRAIA, NO BAR PISCINA!

 

em tempo:
Se tiver com dinheiro bom, faça o passeio de volta a ilha, é M A R A V I L H O S O, procure


Calypsa Mota, super amiga querida do coração! (todos conhecem ela por lá!), faça o passeio no flexboat que é mas confortável, e na ida de Garapuá para Boipeba peça que vá com emoção, depois me conte!
 


Enfim queridos leitores, amo muito Morro de São Paulo!

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

FAÇA E DÊ PRESENTE: GELEIA DE LARANJA


Essa é mole mole. Rápida, só requer um pouco de atenção no ponto, por que senão pode virar um caramelo de laranja e a presença da maçã é essencial para dar aquela texturinha de geleia.

Vamos lá rapidinho, por que hoje é aniversário de Magali ( mãe de Nara), e ainda Natal!
Geleia de Laranja:

Suco de 5 laranjas

2 polpas da laranjas cortada em cubinhos.

5 colheres de sopa de açúcar cristal.

¼ de  maçã ralada sem casca.

Numa panela de fundo grosso, junte todos e ingredientes e em fogo baixo até ficar com a consistência de geleia que goste.

Enfim queridos leitores, um excelente presente para os amigos no natal!

 

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

CRUMBLE, DOCES PALAVRAS SÓ QUE NÃO POR DUDA LIMA


Hoje começamos a nossa relação, acho de bom tom que eu me apresente, sou Terapeuta Ocupacional de formação, cozinheira de coração, mãe de Francisco (24hs), dona de casa, funcionário pública (do tipo que trabalha, e muito), esposa, e aspirante a Cake Designer (apesar de achar o título). Fora isso, faço mercado, levo criança no pediatra, dou banho nos cachorros (tenho 2), faço bolo decorado com pasta americana (lembra da Cake Designer?), me mudei para uma casa, ainda me esforço para ter vida social (não me esforço tanto assim), dormir um pouco, voltar ao peso que eu tinha antes de engravidar, ser inteligente, simpática, bonita e feliz! Aff, cansei! Nem precisa dizer, eu sei que tenho “Síndrome de Mulher Maravilha Aguda”!

Feita a apresentação, vamos ao motivo da minha presença no Sexto Sentido, Nara foi minha colega no curso de Gastronomia (que deixei quando Francisco nasceu e a babá dele engravidou e me abandonou, mas babá é um capítulo a parte), quando nos encontramos foi amor à primeira vista, sintonia total! O convite para escrever no blog veio há alguns dias, quando Nara esteve em Salvador e me disse dos seus planos. Topei na hora!

Quando soube que o tema do mês de dezembro é confort food, na hora lembrei da minha sobremesa favorita e confort food total, crumble! Não deixe o nome pomposo te assustar, crumble nada mais é do que uma farofinha doce que é usada como cobertura, nesse caso, uma fruta! O crumble é quentinho, úmido, doce na medida certa, crocante... A boca encheu de água! Comi crumble a minha gravidez inteira, (comi de tudo a minha gravidez inteira), talvez por isso tenha engordado 18kg, né?

Segundo o meu livro de Confeitaria Profissional (coisa que não sou, profissional), "crumble é o nome usado para a cobertura granulosa que é espalhada sobre uma base de frutas e em seguida assada no forno". É um doce de origem Inglesa. Nigella sugere guardar a “farofinha” no congelador, mas eu acho tão prática de fazer que costumo fazer na hora!

Receita:

3 colheres de sopa de manteiga (pede manteiga sem sal, eu nunca tenho em casa, então uso com sal mesmo)
1 xícara de farinha de trigo 
3/4 xícara de açúcar cristal
2 maçãs descascadas e cortadas em fatias
1/2 xícara de uvas passas (usei branca, mas pode ser uva passa comum, ou sem uva passa)
canela em pó

Arrumei em uma refratário pequeno as maçãs e as passas, polvilhei um pouco de canela em pó. Para fazer a massa, misture a manteiga o açúcar e a farinha com a ponta dos dedos até formar uma farofa grosseira, granulosa. Espalhei a massa sobre as maçãs, mas não apertei no refratário, joguei aleatoriamente até cobrir as maçãs! Levei ao forno quente por uns 20 a 30 minutos (mais ou menos, confesso que me perdi um pouco ao observar o tempo), tirei quando um cheiro deliciosa invadiu a minha sala.

Ao tirar do forno, polvilhei açúcar de confeiteiro (aquele fininho, mas que também pode ser feito com açúcar comum batido no liquidificador e peneirado), para decorar!








Fica delicioso, aquece a alma, é fácil, e chique!

Enfim queridos leitores, é com um sorriso bem largo no rosto que abro essa "humilde residência" para nossa querida Duda!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

RECEITA: CEVICHE DE SALMÃO

 

Sei, é bem assim mesmo, prevendo a comilança do final do ano  e o inicio da temporada dos biquínis, a gente fica meio assim, querendo, ou pelo menos, tentamos, durante a semana diminuir nas calorias. Mas definitivamente podemos não sofrer com isso.
Então aprenda a fazer um ceviche, facilíssimo de salmão.
Alguns chefs são contra o uso do salmão no ceviche, pois defendem que esse peixe é muito pesado para receitaoriginal, eu já discordo, acho que fica delicioso e leve...e também aqui em Vitória da Conquista só achamos salmão fresco, e quando estou em Salvador, aproveitando o frescor dos mercados de peixe,  sempre prefiro o Robalo fresco, que fica delicioso também!

500 gramas de salmão fresco picada
1 cebola  picada
Suco de 5 limões
1 tomate bem picado sem pele sem semente
10 pimentas biquinhos picadas
1 pimenta dedo-de moça picadas
Cebolinha a gosto
Azeite
Sal e pimenta

Num Bowl ou numa travessa (de vidro de preferência), junte o salmão, a cebola e o suco dos limões, cobra com papel filme de coloque na geladeira.
Deixe marinar por uns 20 minutos a acidez do limão vai cozinhar a frio o salmão.
Tire da geladeira.
Tire da geladeira, e com a ajuda de uma peneira “lave” em agua corrente o salmão e a cebola, retirando o excesso de limão. Junte as pimentas, os tomates e a cebolinha. Tempere com Sal, pimenta do reino e azeite. Sirva imediatamente!

 

Enfim queridos leitores, esta é uma delicia de poucas calorias!


sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

RECEITA: BOLINHO DE MOQUECA


 

Sempre temos saudades do mar, morar a vida toda com ele ao alcance das mãos e depois se mudar para uma cidade sem mar, é puxado.
Mas carrego o mar em mim, pra onde quer que eu vá, o mar impõe na gente uma leveza, um jeito meio sandália havaiana de ser e estar (kkk) que nunca vai nos abandonar, essa forma meio tranquila, sem muito mimimi, de quem quer apenas se divertir, sabe?
Bem, a receita de hoje é bem assim, e eu desenvolvi (é, nunca vi) nos veraneios na gamboa.
Lá não tinha hora para nada e a vida era maravilhosa, mas minha Magali,(mãe de Nara) no comando das operações, sempre pedia a Liliu ( nossa fiel escudeira) para preparar uma moqueca, caso a gente fosse jantar. O que nunca acontecia, ou íamos para Morro de São Paulo curtir a Night, ou ficávamos  na ponte, comendo pastel e tomando a saideira. (aff, chega dar uma dorzinha de saudade). Pois bem, voltando a moqueca de Liliu, no dia seguinte, a moqueca estava lá intacta, mas todo dia? Era dureza...foi então que desenvolvi, com inspiração na física que diz que nada se cria, tudo se transforma o BOLINHO DE MOQUECA, se prepare, você vai precisar de uma moqueca, ou pelo menos resto dela!
1 posta de peixe da moqueca desfiado
1 batata cozida amassada
½ cebola picada
Como somos do tempero, aproveito os tomates, pimentões e cebolas da moqueca, tudo picadinho
Coentro picado ( ou outra erva fresca, salsa fica ótimo, mas acho que coentro combina mais)
Sal e Pimenta
Farinha de trigo
Óleo para fritar
Numa tigela, mistura o peixe, a batata, a cebola, os temperos da moqueca o coentro até formar uma massa homogênea, depois com as mãos faz os bolinhos, desse jeito:
em seguida passe pela farinha de trigo e frite!
Enfim, queridos leitores, com gosto de verão, exatamente igual ao cheiro do protetor solar, me traz em segundos, aquela sensação “summerlifestyle” de ser.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

NOVIDADES: HISTÓRIAS DE GARFO E FACA



Gente, a partir de dezembro, teremos colunistas fixos aqui no Blog.

São eles:
DUDA LIMA
A acidamente doce, Duda Lima, autora e editora do blog Cozinha de improvisso, talentosa em tudo, confeiteira, mãe de Francisco, antenadíssima ( eu diria: viva até demais!) funcionária pública e hilária, que dividiu gargalhadas inesquecíveis na faculdade de gastronomia, irá assinar a coluna DOCES PALAVRAS, SÓ QUE NÃO!
 
 
CHEF MATEUS VALVERDE
Cidadão do mundo, o Chef Mateus Valverde, um contemporâneo da escola, que virou amigo no cursinho, e que na minha opinião, tem a capacidade de se teletransportar. É num piscar de olhos que Mateus é levado pela intuição, pelo coração e por qualquer outra coisa que o movimente, na verdade, Mateus só precisa de ½ motivo para arrumar as malas e sair por aí pilotando seus fogões.
Hoje, Mateus está em Sydney, estudando na Le Cordon Bleu, tá bom para você?
Mas amanhã ... “quem sabe morre!”
A coluna dele é a cara dele: POR TODO LUGAR COM O CHEF MATEUS VALVERDE

DANIEL BEZERRA
 

Ele é metódico e caxias, é casado com uma das pessoas que mais amamos nessa vida, e já tem um tempo que ele já conquistou seu espacinho nos nossos coração também, Daniel Bezerra é daquele modelo, “pergunta idiota, tolerância zero” e é desse jeito que vai escrevendo desabafos e impropérios, e é assim que uma pessoa me conquista de vez! Na nossa ultima ida a Salvador descobrir que nosso afilhado, sim, somos padrinhos de casamento dele, anda desbravando a cozinha! Podia ser mais perfeito, ele vai nos contar com seu humor  peculiar suas investidas nas panelas!
A coluna de Dan é: ARMADO E PERIGOSAMENTE COZINHEIRO DE PRIMEIRA VIAGEM

 

Além desses colaboradores fixos, vou fazer algumas enquetes com meus amigos e publicar no HISTÓRIA DE GARFO E FACA!

 LUANA COSTA
 
PRODUTORA DA RADIO PIATà, AMIGA DE INFÂNCIA IMBUIENSE E CRAVO E CANELA

"Não lembro de nada assim marcante..
Aliais, quando eu era adolescente lá no imbuí minha mãe saiu pra trabalhar e disse q quando chegasse queria uma lasanha pronta.
Ai eu disse q não sabia fazer, e ela disse: pense no sabor da lasanha que você come e se vire!!! (risos) Aí fiz lá uma gororoba que deu pra comer
E foi assim que comecei a cozinhar rsrs"

ANDRÉ GUERRA
É POETA, PROFESSOR DE LITERATURA, AUTOR E EDITOR DOS BLOGS: GUERRA E POESIA, (andreguerraepoesia.blogspot.com)  E GUIA DE LITERATURA (guiadeliteratura.blogspot.com)é E CASADO COM UMA QUERIDISSIMA CHAMADA KATRIANA

"Na primeira vez que experimentei sushi, não acreditei que seres humanos pudessem apreciar aquilo... “nem o molho shoyu disfarça”, pensei. Ao por Wasabi então, nem eu, soteropolitano do dendê, comedor de pimenta, aceitei bem aquela coisa ardida entrando pelo cérebro... Mas o paladar tem seus mistérios, a culinária tem suas alquimias, a vida tem seus encontros e desencontros... comi pela segunda vez um sushi, que já não me pareceu intragável. O mundo continuou girando, comi outras vezes e hoje sou o maior apreciador de sushi que eu conheço."

THAIS SANTANA

JORNALISTA, PRIMA( Postiça ) E LINDA DE MORRER!
"Aniversário de pai + festa de ano novo, uma coisa não pode faltar. Não, não é o aniversariante; é o bolo prestígio que só minha mãe sabe fazer. Duas camadas de muito chocolate com recheio de beijinho de coco e cobertura deliciosamente cremosa de chocolate, com ou sem granulado. Sim, MAIS chocolate! É a melhor parte da virada do ano e adoça ainda mais a alegria de estarmos juntos novamente."


Enfim, queridos leitores, vamos abrir a cabeça, dividir e nos divertir com as mais deliciosas histórias !

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

SE ESTIVER POR LÁ, VÁ: VITÓRIA DA CONQUISTA – CARNEIRO &CIA









Declaro, como toda convicção do mundo que é um dos melhores pontos turísticos da cidade.
Anderson Rocha, chef e proprietário do restaurante, é  zootecnista de formação e um fervoroso defensor e eu diria, um especialista da gastronomia sertaneja, não se acanha em apostar seguro no carneiro em seu cardápio. Também, são carneiros que ele cria, com mais alto padrão de qualidade.
O restaurante é calmo, tem cara de casinha, e no arriar das malas você já se sente extremamente acolhido.
O cardápio vai do quibe ao sarapatel, tudo de carneiro minha gente, criado ali mesmo, pelo chef, isso é maravilhosamente fresco!
De entrada pedimos o famoso quibe de carneiro (Maíra Mendes já tinha falado muito para gente desse quibe) e como era de se esperar, maravilhosoooooo, sequinho, sequinho...muito bom!
Pronto, mas um quibe frito para gente, era pouco então já estava com a mãozinha levantada para o garçon para pedir o quibe cru, quando fomos surpreendidos por uma cortesia do Chef,
um espécie de assado de carneiro, que com a cervejinha geladinha, transformou o almoço de quarta em almoço de sexta, quem bebe sabe exatamente o que isso significa, e quem não bebe vou explicar, significa exatamente: EU ME RENDO, HOJE EU, SÓ AMANHÃ!
Ok. Duas entradas pra gente ok.
 Ok nada!
 Aquele quibe cru martelava na minha cabeça como um mantra, que venha o quibe cru!

Não me arrependi nem um pouco! DELICIOSAMENTE EXÓTICO, quibe cru de carneiro é “nhami”, gostosão, viva o Carneiro & Cia de Anderson!!!!
E quando estávamos no meio dos delírios causados pelas delícias, fomos surpreendidos pelo Chef na nossa mesa, que ao saber que era nossa primeira vez lá, nos indicou a carne do sol. E eu naquele momento mundo encantado do carneiro, Indaguei:
- Carne do sol???
E Anderson me respondeu, com uma graça:
- De carneiro!!!
Pois bem, meus queridos, o nome do prato é Serenata.
Serenata, por que Anderson usa aquela forma carinhosa de salgar a carne do carneiro no sereno, poético, não?
Poético e deliciosoooooooooooo!
Cheio de verdurinhas cozidas, tipo um cozidinho!!!
Um Salve para o cremoso arroz de carreteiro!
Enfim queridos leitores, quer saber o que foi melhor, depois do almoço, Anderson sentou a nossa mesa, já não tinha mais ninguém no restaurante, e começou a nos contar a seus maravilhosos causos que renderia um livro, livro esse que ele jura que quando tiver um tempo irá publicar!
Em tempo: O Coronel e gourmand Everaldo Mendes (pai de Nara) quando veio nos visitar, levamos lá, em companhia dos nossos amigos Suzy e Antonio Landufo e o sucesso se repetiu!

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

FAÇA E DÊ DE PRESENTE


 
 
Tem coisa melhor do que ganhar um presente inesperado? Ainda melhor é presentear inesperadamente né? Essa sensação não se explica, é tipo dar um mergulho no mar, comer algo que estava com vontade, o primeiro gole de agua quando a sede é da seca do nordeste?.

Dezembro, é um mês excelente para presentar inesperadamente, é fim de ano, fim de ciclo, e promessas para um novo ano, hora de reforçar os laços afetivos.

Por isso hoje a receita é para você fazer, embrulhar e dar de presente. Fácil e deliciosa é um presente surpreendente.

Durante todo mês de dezembro, irei postar presentes que saem da cozinha, tem até um livro, que vi uma vez, mas estava focada em outras questões da gastronomia, não comprei e agora não estou mais achando que é: GIFTS DA COZINHA!

EM TEMPO: Aceitamos esse livro na nossa árvore! (rs!)

Essa receita, eu aprendi no site da revista  Casa e Comida e foi uma das receitas mais simples de cookie que eu conheço, e acredite, eu conheço muitas!
Rendimento: Aproximadamente 36 unidades
Tempo de preparo 20 min.

Ingredientes:

¾ de xícara de açúcar cristal
¾ de xícara de açúcar mascavo
10 gotas de essência de baunilha
1 xícara de margarina com sal
1 ovo
2 ¼ xícaras de farinha de trigo
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 xícara de nozes picadas
2 xícaras de gotas de chocolate ( no meu caso, não achei as gotinhas de chocolate aqui em conquista e tinha uma barra de chocolate branco de bobeira na dispensa que caiu na dança!)

Modo de preparo:

1. Preaqueça o forno a 190 °C. Em uma batedeira, bata bem os açúcares com a margarina e a baunilha. Desligue e acrescente os outros ingredientes, misturando com uma colher até a farinha ser completamente incorporada à massa.

2. Com um boleador de sorvete pequeno, ou com a ajuda de duas colheres, distribua bolinhas de massa sobre uma assadeira de bordas baixas, sem untar, deixando 2 cm de distância entre cada uma delas.

3. Leve ao forno por 8 a 10 minutos ou até corar (o centro deve ficar mole). Asse apenas uma assadeira por vez.
 
Sobrando, vira uma sofisticada sobremesa, no meu caso, cortei uma manga e coloquei uma bola de sorvete!

 

 

Enfim, queridos leitores,é só colocar numa caixinha, ou embrulhar num papel manteiga e dá para presentear a galera do seu departamento, o escritório, a agencia, os primos, todo mundo.


 

 

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

INGREDIENTES: RICOTA e OUTROS SEGREDINHOS



 
Saudável, fresquinha e versátil, a ricota é um ingrediente indispensável na cozinha.
Rica em cálcio e com baixo teor de gordura, é recomendada para todas as idades.
Superversátil e neutra, a ricota participa com muita elegância de várias receitas. Doces ou salgadas. Pode servir de base para um quiche de alho poro, um cheese Cake mais levinho,  rechear um canelone, com o espinafre faz um ótimo casamento, bem ao estilo Popeye e Olivia Palito.
 

Temperadinha, a ricota vira um patê  que servido geladinho acalma o coração de quem está torrando no verão, além de ser bem light.
Vou ensinar minha ricota temperadinha, ela é bem simples.

200g de ricota
½ cebola picada bem pequena
2 colheres de sopa de cebolinha picada
2 colheres de sopa de salsa picada
1 colher de sopa de iogurte desnatado
1 colher de sopa de azeite de oliva
1 pitada de sal
1 pitada de pimenta do reino
1 pitada de orégano

Esfarele a ricota e junte todos os ingredientes, sirva gelado.

Outra receita muito boa, e que foi entrada de um jantar indiano, aliais, esse post é campeão de acessos! É o patê de ricota com nozes, outra receita muiiiiito fácil:
200g de ricota
1 xicara de nozes picada
1 colher de sopa de azeite de oliva
1 pitada de sal
Esfarele a ricota e junte todos os ingredientes.
Para acompanhar, vou dar uma SUPER dica, o pulo do gato
Sabe aquela massa de pastel de supermercado? Redondinha ou em rolo? Pois bem, corte-a da maneira que quiser, unte uma assadeira e distribua a massa, eu costuma sempre dá uma temperadinha com sal e pimenta do reino, leve no forno a 180° por uns 10 minutos, fique bastante atenta por que é bem rápido e pode queimar ( já perdi milhões de assadeiras).





A massa fica crocante e é mais saudável do que frita, e dura uns três dias!

Enfim, queridos leitores, leve, rápido, prático e deliciosa!